sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Charlie Hebdo

Matar um homem não é defender uma doutrina; é matar um homem. Quando os genebrinos mataram Serveto, eles não defenderam uma doutrina: eles mataram um homem. A defesa de uma doutrina não é a função de um magistrado, mas de um erudito. O que tem a espada a ver com doutrina?

- Sebastião Castellion, Contra Libellum Calvini

Nenhum comentário:

Postar um comentário